Xilógrafo expõe sua visão de São Paulo

Com um vasto acervo, a Casa da Xilogravura recebe até 22 de abril a exposição Rostos Lavrados do premiado artista Francisco Maringelli.

Com um vasto acervo, a Casa da Xilogravura recebe até 22 de abril a exposição Rostos Lavrados do premiado artista Francisco Maringelli. Os desenhos enfocam pessoas e principalmente bairros paulistanos como Butantã, Pinheiros e especialmente o centro velho da capital.


Mais importante museu do Brasil em sua categoria, a Casa da Xilogravura recebe até o dia 22 de abril a exposição “Rostos Lavrados”, do premiado xilógrafo Francisco Maringelli. Um dos raros artistas desse segmento a usar cor em seus trabalhos, Maringelli imprimiu em seus trabalhos a influência dos expressionistas alemães.

De um modo geral, os desenhos concebidos por ele retratam figuras humanas e cenários de bairros paulistanos como Butantã e Pinheiros. O centro velho da cidade de São Paulo também é abordado com bastante destaque. “É um local que concentra uma vibração especial”, diz ele. Muitas dessas gravuras trazem palavras que tentam dar voz às imagens.

Junto à mostra temporária de Francisco Maringelli, o Museu concentra centenas de gravuras feitas por artistas de várias partes do mundo. Elas estão distribuídas por mais de 30 salas. Um vídeo também ensina o visitante a técnica da xilogravura – a arte de produzir desenhos que são primeiramente entalhados numa matriz de madeira. Uma outra curiosidade do Museu é uma incrível linotipo que era usada na impressão de livros antigos.

 

Exposição Rostos Lavrados

 

Local: Casa da Xilogravura

Período: 9 de março a 22 de abril

Horário: De quinta a segunda das 9h às 12h e das 14 às 17h (não abre às terças e quartas)

Entrada: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia)

Endereço: A. Eduardo Moreira da Cruz, 292 – (Ao lado da igreja Nossa Sr.ª da Saúde)

Fone: 3662-1832

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *